150 anos de Rudolf Steiner

Os 150 anos de nascimento de Rudolf Steiner – o pensador austríaco considerado o pai da Antroposofia – serão comemorados em Brasília com a realização de um evento cultural aberto ao público: o convite para palestra, música, poesia e Euritmia é aberto ao público.

Nascido em 27 de fevereiro de 1861, Rudolf Steiner organizou um corpo de idéias e práticas conhecido como Antroposofia. Considerada hermética por uns e vanguardista por outros, a visão do homem e do mundo proposta por Steiner continua conquistando praticantes em todo o mundo, inclusive Brasília, que sedia a Escola Waldorf Moara e cursos de formação em pedagogia e medicina.

A Beleza Adormecida

A Antroposofia, como um movimento de estudiosos, nasce em solo germânico e alimenta-se do Romantismo do final do século XIX. Embora embasada em Goethe e em todo existencialismo fenomenológico da Alemanha do tempo de Steiner, tem um inegável viés metafísico.

A Antroposofia contempla o ser humano como um ser dotado de dimensões outras além das perceptíveis pelos sentidos ordinários. É uma tentativa holística de voltar a ter a natureza humana contemplada por três dinâmicas, pois o reducionismo que se seguiu ao concílio de Constantinopla (860), onde o Espírito foi abolido, criou uma dualidade impossível de conviver por seu caráter oposto. Sendo assim, ao invés do inegociável duo corpo-e-alma da Igreja Católica, Steiner nos traz de volta o parâmetro grego, com o espírito, a alma como intermediária e o corpo como continente dos dois.

No entanto, este corpo não é apenas o depósito desta alma e deste espírito. Ele é a sua imagem e semelhança. Formado pelo e para o espírito, ele apresenta a individualidade em seus mínimos detalhes. Falamos de imanência, de um espírito que constrói e mantém seu corpo enquanto lhe interessa e substituindo-o quando assim for necessário.

Embora pareça um movimento esotérico, a Antroposofia se dedica à ciência. Na medida em que põe sua prática no mundo e testa suas proposições na educação, na medicina, na farmácia, na organização social e em outras áreas, ela confronta sua tese com o mundo e elabora respostas que levam em conta o tempo, o espaço e o contexto dos seus usuários. É, portanto, viva e não um corpo de conhecimento baseado na morte e no pré-determinado. Seu caráter prático não a deixa dissociada da ciência atual e leva os seus estudiosos a possuir uma formação sólida para ousar uma complementaridade de métodos nas áreas onde atuam com este impulso.

Seu crescimento como movimento é lento, pois não passa apenas pela fé e muito menos pelo dogma. Requer um estudo árduo e penoso, além de uma modificação interior de acordo com as novas realidades que se revelam no caminho do estudante. Por não trabalhar com o uso de recompensa e castigo, torna-se desinteressante para os que buscam mudanças rápidas e superficiais.

Tem como base a liberdade do homem e sua busca pelo verdadeiro amor. Prescinde de clero, organizações e sociedades, podendo cada um estudá-la e compreendê-la à sua maneira. As organizações existentes apenas cumprem o papel de divulgar, cuidar do acervo e ajudar a quem quer progredir nos estudos por meio de cursos, publicações e locais de encontro. Não é propriedade de ninguém e conta com milhares de admiradores e seguidores espalhados pelos cinco continentes.

Contestada por alguns cleros como uma heresia, ignorada pelos acadêmicos como uma fantasia e relevada pelo vulgo como uma coisa “difícil” e inatingível, a Antroposofia perdura por mais de um século no coração de pessoas que preferem exercer a liberdade no pensar a seu modo, a fraternidade no sentir o outro como a imagem do Cristo e a igualdade no querer para os demais o que lhes é benéfico.

Paulo Tavares – Médico

Antroposofia em Brasília

Em Brasília, a Antroposofia é mais conhecida por meio da Escola Moara e pelos cursos de formação em Pedagogia Waldorf e Medicina Antroposófica. Além de pedagogos e médicos, profissionais de várias áreas se valem da Ciência Espiritual de Steiner em seu trabalho: farmacêuticos, pedagogos sociais, arquitetos e agrônomos que servem pessoas que se identificam com a visão antroposófica e buscam praticá-la em seu dia-a-dia.

A Sociedade Brasileira de Medicina Antroposófica (SBMA), sob a liderança do médico Paulo Tavares, oferece cursos de formação aos profissionais da área de saúde, de quatro anos de duração, complementar à formação acadêmica tradicional. Outra expressão da medicina de Steiner conhecida de muitos são os compostos homeopáticos e óleos essenciais oferecidos pela Farmácia Weleda, da 302 Sul.

A Pedagogia Waldorf, inspirada nas propostas educacionais de Steiner, mantém curso de formação complementar (igualmente de 4 anos de duração) em Brasília. Vários dos professores formados atuam na Escola Moara, que celebrou seus 11 anos de funcionamento neste 7 de fevereiro em novo endereço: seus 200 alunos de Educação Infantil e Ensino Fundamental acabam de se mudar do Lago Norte para a Asa Norte (SHCGN 703 – Área Especial).

O prédio escolar foi reformado sob a batuta do arquiteto antroposófico holandês Ewoud van Schaijk. Arquiteto e professor universitário, Ewoud introduziu formas mais orgânicas à edificação, como propõe a Arquitetura Antroposófica, enquanto pais e professores trabalharam em mutirão para substituir parte do cimento por jardins, de modo a propiciar às crianças maior contato com a natureza – relação esta considerada fundamental para o desenvolvimento sadio do ser humano.

Steiner também propôs um conjunto de princípios orientadores para uma vida social harmoniosa, conhecidos hoje como Pedagogia Social. O consultor Júlio Almeida, da Holon Soluções Integrativas, se vale de metodologias da Pedagogia Social nos seus trabalhos com empresas e grupos.

Para saber mais:

www.rudolfsteiner150.com.br – site comemorativo aos 150 anos de Rudolf Steiner

www.sab.org.br – site da Sociedade Antroposófica no Brasil

www.fewb.org.br – site da Federação de Escolas Waldorf no Brasil

www.abmanacional.com.br – Associação Brasileira de Medicina Antroposófica

revistaescolamoara.wordpress.com.br – blog da Escola Moara

 

Comemoração pelos 150 anos de Rudolf Steiner

Data: 28.02.2011

Local: Escola Moara – SHCGN 703 – Área Especial

Horário: 19:30 às 21:30 h

Tema da palestra: Rudolf Steiner – Vida e Obra

Informações: Escola Moara: 3368-7224

Contato com a imprensa: Anja Kamp: 9658-1589

Anúncios

Sobre Escola Waldorf Moara

Sobre a Escola Moara em Brasília: uma comunidade de pais, mães, professores, familiares e amigos que compartilham os mais diversos interesses. Aqui você encontra notícias sobre a Escola Moara, receitas, fotos das festas da escola, palavras de criança (pérolas de sabedoria!!!), datas de aniversários, artigos, textos sobre a Pedagogia, links de interesse e muito mais! Abra nossas páginas e venha nos conhecer.
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s